Matienses festejam Encontro de Folia de Reis

Tradição é mantida em Matias Barbosa com o 9º Encontro de Folia de Reis

folia-de-reis-matias-barbosa-53
Folias se apresentam no palco montado na praça (foto: Marcos Alfredo)

9º Encontro de Folia de Reis

O evento, promovido pelo Departamento de Cultura e Turismo através do Conselho Municipal de Cultura,  encheu a praça Peter H. Birkeland, no centro da cidade na sexta,6. Com o intuito de preservar a raíz cultural e religiosa, o encontro mantém a tradição que vem passando de pai pra filho. Três folias se apresentaram na tenda montada na praça; Estrela do Oriente do mestre Brás, Estela da Paz do Sr. Geraldo de Sobragi e, Cantinho do Céu do Sr. Sérgio. Padre Pitágoras, pároco da cidade,  participou da abertura e abençoou a todos presentes.

Folia de Reis é uma festa religiosa católica, de origem portuguesa, que consiste na visita às casas dos devotos interessados no culto aos Santos Reis. Cantadores, palhaços e instrumentistas percorrem as ruas  entoando versos que anunciam o nascimento do menino Jesus e homenageiam os Reis. Os grupos saem na noite de Natal e terminam a caminhada no dia de Reis, 6 de janeiro.

Tradição

Ricardo Sartine, chefe do Departamento de Cultura e Turismo, destaca que o encontro é uma forma de preservar esse bem imaterial da cidade, uma tradição chegou ao Brasil no século XVIII e que não pode se perder diante da modernidade. “Gerações que se encontram aqui; do neto ao avô.”

folia-de-reis-matias-barbosa-24
Ricardo Sartine e Padre Pitágoras com integrantes de Folia de Reis após a benção (Foto: Marcos Alfredo)
Mestre Brás Heleno
Mestre Brás Heleno

Brás Heleno participa da Folia de Reis desde os 12 anos de idade, idealizador do encontro em 2005 e mestre da Folia Estrela do Oriente, ele diz que a importância do encontro é mostrar, e atrair a juventude para essa tradição antiga que estava acabando. O Mestre conta que a folia visitou, desde o dia 25 de dezembro, várias casas no percurso de Valença – cidade próxima no estado do Rio de Janeiro –  até Matias Barbosa. No ritual os integrantes chegam à casa e cantam a “chegada”, passam por dentro visitando os cômodos, agradecem a oferta, os palhaços brincam e depois saem pela rua . “A gente sai na noite de Natal e vem visitando as casas, todos os dias, até às 2h da manhã, e tem sempre alguém que ajuda com comida, água, abrigo e ofertas”, conclui.

 José Prudente
José Prudente

Para o aposentado José Prudente a Folia de Reis não pode acabar, pois  é uma tradição antiga da cidade que deve ser preservada.

folia-de-reis-matias-barbosa-55
Simara Alves, mãe de Rafael

De geração a geração

Simara Alves,  mãe de Rafael e filha do Sr. Sérgio mestre da Folia Cantinho do Céu, diz que acompanhava o pai desde pequena nas folias de reis, e que agora leva o filho para que futuramente ele continue a tradição do avô.

Em 2005 foi realizado o primeiro encontro de Folia de Reis da cidade. O evento ocorreu no mês de junho na Praça Peter Birkeland, e reuniu cinco agremiações entre Folias de Matias Barbosa, Mont’Serrat e Belmiro Braga.

Confira o vídeo e as fotos abaixo;

VÍDEO

GALERIA DE FOTOS